CATARATA

O que é?
No interior do olho humano, existe uma lente natural chamada cristalino, transparente, que participa na visão, tanto para longe quanto para perto. Seguindo o processo fisiológico de envelhecimento, ao longo dos anos, esta lente vai perdendo suas características, tornando-se cada vez mais opaca, esbranquiçada e amarelada, prejudicando a passagem de raios luminosos e fazendo com que as imagens cheguem na retina com menor nitidez.
À esse tipo de catarata dá-se o nome de Catarata Senil. Além disso, existem também outros tipos como a catarata congênita, na qual o bebê já nasce com catarata (forma mais rara) e as causas secundárias que são provocadas por, como diabetes, inflamações intraoculares (uveítes), traumas, uso de medicamentos corticóides e exposição excessiva à radiação ultravioleta (UV).

Prevenção
Apesar de que não irá impedir a formação da catarata, existem algumas maneiras que podem de certa forma retardar sua evolução, como por exemplo, evitar exposição excessiva ao sol, usar óculos com proteção ultravioleta (UV), evitar fumar, evitar ingestão de álcool, alimentar-se bem e ter hábitos saudáveis para evitar doenças como diabetes. Não usar colírios e medicamentos sem prescrição médica.

Como tratar?
Não existe tratamento para catarata com medicações. O único tratamento definitivo existente para catarata é cirúrgico. Consiste na remoção do cristalino afetado, substituindo-o por um artificial que permitirá a focalização correta das imagens captadas pela retina. O procedimento é rápido, indolor e com significativa melhora na visão.

CONSULTA POPULAR (21) 2189-9322 | ATENDIMENTO SUS (21) 2189-9344